domingo, 28 de outubro de 2007

Olá Pessoal !!!

Agradeço a todos que passearam por aqui e deixaram seus comentários.
Voltem sempre!
Semana que vem teremos novidades, pois a tarde cultural na escola foi sensacional e fizemos muitas fotos e vídeos.
Parabéns a todos que trabalharam!!!
Beijoquinhas gostosas e até segunda !!

CARLA

2 comentários:

saimon disse...

baaaaaaaaaaaaaa eu tambem queri te uma janela como a tua
muito legal seu blog
bjao
ass: SAIMON

ymc disse...

Oi Carla,
Não achei um lugar para escrever esta poesia sem ser neste espaço do comentário. Quebrei as regras, que afinal, às vezes, devem ser quebradas quando é por uma boa causa. E a boa causa é o poema de Cruz e Souza, já que estamos quase na semana da consciência negra.

"O setor de Pessoal da estrada de Ferro central do Brasil vem, por meio desta, denunciar à Diretoria desta Empresa, que foi encontrado em poder de João da Cruz e Sousa, negro, natural de Sta. Catarina, funcionário desta Empresa, na função de arquivista, um poema de sua lavra, com o seguinte teor:

Tu és o louco da imortal loucura.
O louco da loucura mais suprema,
A terra é sempre a tua negra algema,
Prende-te nela a extrema Desventura.

Mas essa mesma algema de amargura,
Mas essa mesma Desventura extrema
Faz qie tu 'alma suplicando gema
e rebente em estrelas de ternura.

Tu és o Poeta, o grande Assinalado
Que povoas o mundo despovoado,
De belezas eternas, pouco a pouco.

Na Natureza prodigiosa e rica
toda a audácia dos nervos justifica
Os teus espasmos imortais de louco!

Pede-se providências."

Ao produzir este poema em seu livro, "VIDA" O Escritor Paulo Leminski, de saudosa lembrança, tomou a providência solicitada.

Que os negros de todo o mundo tenham consciência da sua própria identidade!!!!!!!

Desculpe-me pela invasão do espaço. abraço ass: Yara